Notícia do Portal

17/07/2015 12:31 (2221 acessos)

Alunos franceses estão em Sergipe para intercâmbio com sergipanos

Esta quinta-feira, 16, foi um dia atípico no Colégio Estadual Raimundo Mendonça de Araújo. Na porta desta escola, localizada em Indiaroba, Sul do Estado, uma saudação desejava boas-vindas aos alunos em francês, embora tenha havido uma recepção bem à brasileira.

 

Isso porque o Colégio recepcionou um grupo de alunos franceses intercambistas, que vieram ao Brasil para conhecer nossa cultura, melhorar sua fluência no idioma português e, principalmente, para produzirem conhecimento por meio do projeto ‘Arte com Ciência´.

 

A iniciativa do projeto é da Associação Solidariedade Além do Oceano e da Organização Cacimba de Cineam e Vídeo, em pareceria com o Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação (IPTI), a Universidade Federal de Sergipe (UFS) e a Secretaria de Estado da Educação de Sergipe (SEED), com financiamento da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).

 

"Queremos mesmo é fazer uma troca de conhecimentos entre a cultura brasileira e francesa", afirmou o estudante do Liceu Edouard Herriot, que fica em Lyon, na França, Phillippe Videira. Opinião semelhante foi exposta pela colega de classe do Videira, Gladys Culley. Ele diz que com a proposta do intercâmbio vieram também as ideias para produção de conhecimento.

 

"Escolhemos como temas para desenvolvermos objetos educacionais, em formato audiovisual, a mundialização, a política e a ecologia, e ao longo da próxima semana já começaremos a trabalhar juntos com os alunos daqui para produzirmos esse material", disse Culley.

 

Terceira vez

 

O Colégio Raimundo Araújo participa do projeto Arte com Ciência há três anos, e recebe pela primeira vez alunos franceses intercambistas. O resultado dessa parceria, que conta com o incentivo da direção da escola e com o engajamento do corpo docente, já produziu mais de 60 objetos educacionais.

 

São conceituados como objetos educacionais, os resultados da produção de conhecimento em formato multimídia, onde alunos e professores atuam em grupo na elaboração de respostas criativas às questões do ensino médio. Posteriormente, estes objetos são compartilhados entre as escolas participantes do projeto, por meio de uma plataforma digital.

 

Interação

 

Mesmo antes de serem recepcionados, o grupo de 11 alunos intercambistas já interagia com os alunos do Colégio Raimundo Araújo. "Isso foi possível graças às novas tecnologias digitais", disse a professora de história do Colégio, Carla Andrade, ao explicar que foi criado um grupo no Facebook onde os alunos de ambos os países foram adicionados.

 

"Desse grupo, eles criaram por inciativa própria um grupo para apenas eles mesmo trocaram informações entre si, o que possibilitou uma aproximação antes mesmo que se conhecessem pessoalmente", ressaltou a professora Carla.

 

Quadrilha Junina e Filarmônica

 

Acompanhado os alunos do Liceu francês durante o intercambio aqui no Brasil, a professora de língua portuguesa do grupo, Blandine Farneti, afirmou que o Projeto, do qual participa há três anos, contribui de modo significativo para a interação entre eles, e consequentemente para o processo de aprendizagem dos estudantes.

 

A assessora Intercional da Seed, Nadia Carsoso, a equipe diretiva do Colégio e os estudantes receberam os alunos do Liceu Edouard Herriot com uma apresentação da Filarmônica de Indiaroba, composta por alunos e ex-alunos do Raimundo Araújo, e em seguida uma contagiante apresentação da Quadrilha Junina Pé na Brasa, atração também local. "Essa visita é também resultado do trabalho desenvolvido pela Assessoria Intercnional para melhoria da educação sergipana, contribuindo com isso a melhoria dos índices educacionais do Estado", salienta Nadia Cardoso.

 

O grupo de alunos franceses assistiu às apresentações junto com os anfitriões sergipanos, e a Quadrilha foi o que mais encantou aos visitantes. Como forma de interação, após o termino da apresentação, os quadrilheiros se dispuseram a ensinar-lhes uns passos da dança que os fez balançar o corpo. Ainda que timidamente, eles se mostram entusiasmados em dançar um xote.

 

Agenda

 

Após a recepção, o grupo teve a oportunidade de visitar pontos turísticos da cidade e da região. Eles permanecem aqui em Sergipe até o dia 27 deste mês.

 

Em continuidade à agenda do intercâmbio, nessa sexta-feira, 17, o grupo de alunos será recepcionado pelos alunos do Colégio Estadual Comendador Calazans, localizado em Santa Luzia do Itanhy, também no litoral sul do Estado.

 

E no decorrer da próxima semana, em parceria com os alunos sergipanos, eles produzirão objetos educacionais.

 

Voltar à página anterior