voltar
Pesquise sobre nossas escolas, notícias, portais e páginas.
(apague o campo para eliminar a pesquisa.)

Gestores das escolas estaduais do Centro-Sul sergipano são capacitados em sistema de gestão da alimentação escolar

Por Leonardo Tomaz
- 22/08/2019 14:52:00
688 acessos imprimir

 

Na oportunidade, a equipe do Departamento de Alimentação Escolar e a Coordenadoria de Informática apresentaram o Sistema de Alimentação Escolar (Seasc), que será implantado, ainda esse mês, em todas as escolas da Rede Estadual de Ensino. Atualmente, o sistema atende somente às unidades de ensino de Aracaju.

 

Os diretores, secretários e coordenadores administrativos-financeiros (CAFs) das unidades escolares do centro-sul sergipano, circunscritas à Diretoria Regional de Educação 2 (DRE 2), participaram de uma formação sobre o gerenciamento da alimentação escolar e atribuições do Sistema de Alimentação Escolar (Saesc), a ser implantado em toda a rede de ensino. A formação aconteceu nesta quinta-feira, 22, em Lagarto, e foi conduzida pelo Departamento de Alimentação Escolar (DAE) e técnicos do SergipeTec que compõem a Coordenadoria de Informática da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc).

 

De acordo com a diretora do DAE, professora Ednéia Sobral, a capacitação tem como objetivo fortalecer as atribuições técnicas do Saesc. "É uma ferramenta que vem para facilitar o fornecimento dos gêneros alimentícios que chegam às escolas. Traz uma devolutiva, em tempo real, do que está acontecendo em cada unidade e gera uma economicidade em relação ao deslocamento dos técnicos que fazem esse acompanhamento, podendo ser solucionado pelo próprio sistema", explicou. A gestora informa que a partir do dia 29 de agosto, todas as escolas da rede iniciarão período experimental de implantação do sistema, e a capacitação será feita em todas as diretorias regionais de Educação

 

Entre os assuntos tratados no encontro formativo, os técnicos da Seduc fizeram um panorama geral sobre nutrição, distribuição, supervisão, portaria e sistema. A técnica Valéria Cristina, do setor de distribuição, destacou a importância da capacitação e como o gerenciamento da merenda escolar poderá ser conduzido através do Seasc. "Os gestores precisam estar reiterados aos detalhes que dão base à distribuição, como por exemplo, as mudanças nas diretrizes do fornecimento dos alimentos que vão para a escola", disse.

 

Para a gestora do Colégio Estadual Cleonice Soares da Fonseca, em Boquim, professora Sara Carolina dos Santos Ferreira, é importante a iniciativa da Secretaria em centralizar o gerenciamento da alimentação escolar. "Acredito que seja de extrema relevância pelo fato da necessidade de ter transparência nesses processos. Então, de alguma forma, estaremos contribuindo para a melhoria de todos os serviços que envolvem a alimentação dos nossos alunos", avalia.

 

O professor José da Silva Nobre, recém-empossado como novo diretor do Colégio Estadual Prof. João de Oliveira, em Poço Verde, estava entusiasmado com a formação. Para ele, a escola precisa desse diálogo fortalecido com os demais setores da Seduc, a fim de melhorar a educação. "Hoje em dia, os processos estão cada vez mais informatizados, e é uma feliz ideia da Secretaria trabalhar nesse sentido para facilitar o trabalho da gestão escolar", pontuou o gestor, referindo-se ao Saesc.

 

Nutrição e supervisão

 

A nutricionista Anna Cecília Araújo Barreto fez uma breve explanação sobre o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e suas atribuições, do cardápio escolar, manual de preparo, que contempla as receitas e o modo de preparação dos pratos descritos e deve ser seguido. Além disso, deu uma orientação de como calcular a quantidade de alimento a ser ofertada por dia e apresentou o manual das boas práticas, o qual será adotado de forma inédita, por escola. E por fim, falou sobre a adequação de vestuário e instruções sobre procedimentos básicos que devem ser seguidos no manuseio do alimento.

 

Em seguida, o técnico Hermon de Oliveira Silva apresentou recomendações para o armazenamento correto de alimentos, a exemplo de noções de separação do alimento, remoção das embalagens, organização por tipo de alimento, identificação e respeito aos locais dedicados ao tipo de alimento, entre outras orientações.

 

Sistema de Alimentação Escolar

 

O Saesc foi criado para modernizar e qualificar o controle do fluxo da merenda escolar, desde a compra dos itens, feita pelo DAE, até a entrega e consumo dos produtos nas escolas. Isso possibilitará às escolas, dentre outras vantagens, o acesso à programação de entrega dos itens, e, ao DAE, planejar de forma mais eficaz a distribuição dos alimentos, de modo a assegurar que não haja prejuízo à alimentação escolar dos alunos da Rede Estadual.

 

Segundo o analista de sistemas da Codin, Jerlley Carvalho, a formação pretende "trabalhar as funcionalidades do sistema, a fim de fomentar maior familiaridade às ferramentas que eles trabalharão diariamente na rotina escolar", concluiu.