voltar
Pesquise sobre nossas escolas, notícias, portais e páginas.
(apague o campo para eliminar a pesquisa.)

Seduc e Fundação Renascer discutem conclusão do ensino para jovens privados de liberdade

Por Estagiário
- 14/03/2019 16:53:00
354 acessos imprimir

 

Representantes da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) e da Fundação Renascer reuniram-se nesta quinta-feira, 14, no Centro Administrativo e Pedagógico da Seduc, em Aracaju, para traçar medidas que garantam o direito à educação de jovens privados de liberdade lotados na Casa de Atendimento Socioeducativa Masculina (Casem), localizada em Nossa Senhora do Socorro.

 

Devido à transferência para a Casem, em novembro de 2018, cerca de 35 adolescentes interromperam o processo de escolarização através do programa EJA (Educação de Jovens e Adultos), em que eles estavam matriculados, mas que tal processo retornará em curto prazo após esta reunião, visando à conclusão das etapas escolares. Por conta disso, a Fundação Renascer, juntamente com a Seduc, está definindo as alternativas para a formação da cidadania desses jovens no âmbito escolar e social.

 

Diante da necessidade, Adriane Damacena, coordenadora do Serviço de Educação em Direitos Humanos (SEDH/Seduc), afirmou que a educação para os jovens lotados na Casem é uma prioridade, e é o compromisso da Seduc que nenhum jovem ou adolescente fique fora da escola.

 

O chefe do Serviço Educacional de Jovens e Adultos (Seja), Vlademir Silva, salientou a preocupação de todos os envolvidos em garantir a conclusão da escolarização dos jovens. "A gente está tentando solucionar e dar uma terminalidade ao processo de educação desses jovens", disse.

 

Vlademir também afirmou que está trabalhando para garantir a esses jovens a devida aquisição dos conhecimentos e das habilidades para que se tenha uma progressão escolar adequada e que o aluno possa, através da medida socioeducativa, ser reinserido socialmente.

 

Angie Azevedo, coordenadora pedagógica da Diretoria Operacional da Fundação Renascer, informou que a reunião trata da parceria da Fundação com a Seduc e que a demanda é a conclusão da escolarização dos jovens do Casem. "A Fundação  Renascer tem o público, que são os educandos, e nós temos que garantir o espaço e as melhores condições para que os profissionais da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura possam trabalhar lá dentro. A Seduc, por sua vez, fornece os professores e nos dá todo o suporte pedagógico", conclui.