Notícia do Portal

08/06/2018 08:07 (231 acessos)

Seed participa do Seminário Internacionalização do Ensino Público no Nordeste Brasileiro

O evento é voltado para formadores de políticas públicas em educação, gestores em educação, educadores, empresas e organizações não-governamentais que atuam na educação

 

Por intermédio da Assessoria Internacional da Secretaria de Estado da Educação (AI/Seed), a Secretaria de Estado da Educação (Seed) participou, nesta quarta e quinta-feira, dias 6 e 7, do Seminário Internacionalização do Ensino Público no Nordeste Brasileiro, evento promovido pela ABA Global Education e pelo Consulado dos Estados Unidos da América em Recife.

 

O seminário, realizado na cidade de Recife (PE), objetivou socializar estratégias e programas de impacto entre o Brasil e os Estados Unidos na internacionalização da educação pública, em especial intercâmbios no ensino médio e ensino da língua inglesa, que contribuam para a formação de cidadãos globais e para o desenvolvimento socioeconômico no Nordeste brasileiro.

 

Direcionado a formadores de políticas públicas em educação, gestores em educação, educadores, empresas e organizações não-governamentais que atuam no segmento educacional, o evento contou com palestras e rodas de discussões destinadas a socialização de estratégicas e programas de intercâmbio, como "Ganhe o Mundo", da Secretaria de Educação de Pernambuco, e "Cidadão do Mundo", da Secretaria de Ciência e Tecnologia do Maranhão.

 

De acordo com a técnica da Assessoria Internacional da Seed, professora Nádia Cardoso, ao longo dos dois dias de programação, foram socializadas, também, iniciativas de ensino de línguas na educação básica, inovações na internacionalização e oportunidades para o estudo nos Estados Unidos da América (EUA).  "O objetivo desse evento é a divulgação de intercâmbios na rede estadual, cursos de aperfeiçoamentos da língua inglesa para professores e a experiência de uma escola municipal do ensino fundamental bilíngue em João Pessoa", afirmou.

 

Nádia Cardoso destacou que a programação do evento contemplou, ainda, discussões sobre os centros binacionais e programas do Departamento de Estado dos EUA, que proporcionam intercâmbio de alunos brasileiros no país norte-americano.

 

Voltar à página anterior