Notícia do Portal

16/04/2018 11:16 (179 acessos)

Seed presta orientações sobre Programa Nacional do Livro Didático a municípios sergipanos

 

Por Ítalo Marcos

 

Através de uma parceria entre estados e municípios, a Secretaria de Estado da Educação (Seed), por meio do Departamento de Apoio ao Sistema Educacional (Dase), realizou na manhã desta segunda-feira, 16, uma reunião com representantes de secretarias municipais de educação para tratar do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). O encontro aconteceu no Auditório Professora Hermínia Caldas, na sede da Seed, e contou com a presença de representantes de diversos municípios sergipanos.

 

A reunião teve como objetivo passar aos municípios orientações e tirar dúvidas sobre o Programa Nacional do Livro Didático. O diretor do Dase, Fábio Leite, destacou a necessidade de todos estarem por dentro de como funciona o sistema e saberem manusear com a tecnologia. "Hoje em dia, todos os processos que se faz com o governo federal é através do sistema, e com o Livro Didático não é diferente. O SIMEC tem todas as informações sobre recursos financeiros, bem como remanejamento de livros didáticos e reservas técnicas. Então é indispensável que os diretores e coordenadores tenham conhecimento e acesso à informação e à tecnologia", disse.

 

As orientações foram passadas pelo coordenador da Divisão de Material, Ensino-Aprendizagem (Dismea), Marcos Vinícius Melo dos Anjos, auxiliado pela técnica Maria Elenice Mendonça e com a participação da coordenadora estadual do PDDE, Julita Batista da Cruz Lopes, que falou sobre o Programa Dinheiro Direto na Escola. Durante a explanação foram passadas informações sobre alterações no PNLD, processos de remanejamento e reserva técnica, senhas de acesso ao sistema, desafios com a gestão do livro didático, processo de validação da Reserva Técnica e remanejamento entre redes, sendo este último item um dos mais importantes na pauta da reunião.

 

"O Livro Didático tem essa possibilidade de trabalhar de maneira coletiva com as escolas estaduais, municipais e federais, pois o livro é único para os alunos, independente da rede em que estudam. A Seed dá o suporte às redes municipais, passando orientações sobre alterações, mudanças, processo de escolha do livro. Nossa obrigação é estar com eles e dar todas as informações passo a passo", explicou Marcos Vinícius.

 

Parceria

 

Os participantes destacaram a importância da parceria entre estado e municípios para que todos estejam a par de como o programa funciona e que seja eficiente em cada localidade. Foi o que disse a representante de Campo do Brito, Lidiane dos Santos Rocha. "A parceria é de extrema importância porque possibilita aos municípios terem mais acesso a conhecimentos e saberem lidar melhor com o sistema, pois a cada dia tem uma novidade e não podemos ficar atrás. Tem sido uma parceria positiva e efetiva para os nossos trabalhos", declarou.

 

Jair Marinheiro Gonçalves estava representando o município de Itabaiana e também fez elogios à iniciativa. "A gente precisa dessa troca de informação, pois muitos ainda são novatos. Nessa troca a gente vai vendo onde estão os pontos fracos e as principais dúvidas, para trabalharmos em cima disso e atender da melhor forma possível a toda nossa clientela, que são os alunos", afirmou.

 

Já Maria José da Fonseca, de Lagarto, deu destaque à questão do remanejamento de livros. "Hoje, com o sistema, nós temos condições de ajudar a diminuir a quantidade de livros que ficavam estocados nos municípios, enquanto em outros locais havia crianças sem livros. Essa comunicação está ajudando muito a diminuir essa estocagem, como também nos possibilitando trocar experiências com outros colegas", disse.

 

Voltar à página anterior