Notícia do Portal

11/01/2018 16:48 (445 acessos)

Resultados positivos do Colégio Estadual Milton Dortas elevam autoestima da comunidade escolar

Escola pontua aumento anual no ranking do Enem desde 2015 até chegar ao primeiro lugar

 

Por Ítalo Marcos

 

Primeiro lugar no ranking nacional do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no perfil socioeconômico, o Colégio Estadual Dr. Milton Dortas, localizado em Simão Dias, região Centro Sul de Sergipe, está comemorando a visibilidade alcançada depois que foi publicado na última edição de 2017 do Jornal Folha de São Paulo, do dia 31 de dezembro, em matéria especial produzida pelos jornalistas Paulo Saldaña e Marlene Bergamo.

 

Naquela data, o jornal destacou que a unidade de ensino, apesar de estar em uma região pobre, foi campeã do Enem e tem atraído estudantes até mesmo da rede privada. A publicação deixou todos da comunidade felizes e orgulhosos por fazerem parte de uma escola pública considerada de excelente qualidade.

 

A diretora Daniela Santos Silva Soares explicou que em 2015, a unidade de ensino ficou em 8º lugar nacional; em 2016 subiu para a 4º; e agora em 2017 a escola apareceu em 1º lugar. Segundo ela, isso faz com que os alunos de hoje comecem a se preocupar em estudar mais para manter esse resultado.

 

"Todas as vezes que a escola tem se destacado, tanto em nível estadual, quanto nacional, tem trazido uma elevação da autoestima dos alunos, dos professores, e até mesmo da equipe diretiva, porque é sinal de que as ações que planejamos e desenvolvemos têm alcançado resultados. Isso faz com que a escola seja bem vista pela comunidade, faz com que muitas pessoas procurem a escola com desejo de estudar aqui e também nossos alunos se preocupam cada vez mais em melhorar os resultados", explicou.

 

Projetos

 

Os resultados alcançados pelo Milton Dortas no Exame Nacional do Ensino Médio é também fruto dos projetos desenvolvidos na escola, como as atividades que visam melhorar o desempenho nas provas e também na vida pessoal. É o caso do Projeto de Vida, uma disciplina isolada em que os estudantes podem se inscrever no turno oposto às aulas. O projeto é desenvolvido pela psicóloga Renata Dantas, que é técnica da própria unidade de ensino. "Através dessa atividade, durante seis meses, os alunos têm aulas voltadas para as suas metas e sonhos de vida, obtendo orientações de como eles podem alcançar os objetivos", explicou a diretora.

 

Outra atividade é o Projeto Enem, através do qual os alunos assistem revisões em todos os sábados do ano. Além disso, segundo a Daniela Soares, ao longo do ano os estudantes assistem aulas especiais com dicas voltadas para o Exame Nacional do Ensino Médio e participam de simulados três vezes ao ano. "Os simulados são feitos da mesma forma que acontece no Enem, feito em dois dias, com igual tempo de duração das provas, mesmo número de questões e tudo o mais que será exigido deles na hora do Exame", explicou.

 

Ainda segundo ela, durante as aulas os professores desenvolvem os conteúdos de maneira contextualizada com o que será cobrado no Enem, e os alunos mostram todo o seu esforço com as participações em sala de aula e uma boa frequência na biblioteca da escola.

 

 

Média no Enem

 

A Folha fez o cálculo das médias dos alunos no Enem 2016 por escola, levando em conta o nível socioeconômico das unidades. Pesquisas revelaram forte relação entre esse perfil socioeconômico e o desempenho escolar dos alunos.

 

De acordo com o levantamento, o Colégio Estadual Dr. Milton Dortas obteve no Enem 2016 o melhor desempenho entre todos do país com perfil similar, com 499,75 no Enem, enquanto que a média do Brasil foi de 488,23 e a média sergipana de 477,67. A média nacional de escolas com o mesmo perfil socioeconômico foi de 464,7.

 

Os alunos e professores não esconderam a sua satisfação com o resultado. Foi o caso de Carlos Henrique de Oliveira, que é presidente do Grêmio Estudantil. "Para a escola é uma conquista já esperada pelo trabalho dos professores, que se esforçam a cada dia para dar o melhor para os seus alunos. Mas para a comunidade foi uma surpresa saber que uma escola do interior teve esse reconhecimento, através de médias altas no resultado do Enem. A direção da escola também ajudou muito, sempre disposta a nos ouvir e dar melhores condições para a gente. Nós conseguimos e pretendemos ir além", disse.

 

Para o aluno Roberty Nascimento Matos Conceição, o bom desempenho do Milton Dortas ter sido divulgado em nível nacional mostra que se trata de uma escola de excelência. "Isso nos incentiva para que tenhamos um empenho a mais. Esse é o momento em que a nossa dedicação vai estar aflorada e mais desenvolvida. A reportagem da Folha de São Paulo foi essencial para divulgar que uma escola pública do interior tem uma excelente qualidade. É um orgulho para todos nós", declarou.

 

A sua colega, Moniele Cruz Menezes, destacou que a notícia dada pelo periódico foi bastante positiva. "A visita da reportagem da Folha de São Paulo e a posterior divulgação da matéria foi impactante porque trouxe visualização para a escola. Isso faz com que os alunos se estimulem a estudar e tenham um bom desempenho na vida acadêmica", afirmou.

 

A aluna Íris Santos Menezes disse que um resultado dessa magnitude já era esperado. "Para mim não foi uma surpresa porque os alunos do Colégio Milton Dortas são bem dedicados, ainda mais quando estão perto do terceiro ano, pois ficam bem preocupados em querer passar no Enem e entrar na universidade. Nós já esperávamos. Eu acredito bastante na qualidade da escola pública de Sergipe", disse.

 

O professor de Geografia da escola, Danilo Garcia, professor de Geografia, também elogiou o bom desempenho divulgado pelo jornal Folha São Paulo. "É sempre bom demonstrar o trabalho para que as atividades realizadas sejam vistas e possam até ser copiadas por outras instituições de ensino. É um trabalho que já vem sendo desempenhado ao longo do tempo e que está repercutindo agora", declarou.

Voltar à página anterior