Notícia do Portal

05/01/2018 14:03 (343 acessos)

Seed promove o IV Encontro de Formação Continuada do Programa Sergipe Alfabetiza Mais

Por Ítalo Marcos

 

A Secretaria de Estado da Educação realizou nesta sexta-feira, 5, o IV Encontro de Formação Continuada do Programa Sergipe Alfabetiza Mais (AMA). O evento aconteceu no auditório do Órion Hotel, no bairro Coroa do Meio, em Aracaju, e contou com a participação de 70 coordenadores de 53 municípios de todo o Estado.

 

A formação foi ministrada pela coordenadora pedagógica do programa, Givelda Araújo, que passou alguns informes sobre o analfabetismo no Brasil e em Sergipe, deu orientações e ouviu as demandas dos coordenadores. De acordo com Givelda, atualmente o AMA possui 430 alfabetizadores e cerca de 4 mil alunos frequentando as aulas, que recebem material escolar e merenda. As aulas tiveram início em setembro e se estenderão até o mês de maio de 2018.

 

O encontro teve como objetivo dar orientações, fazer o planejamento e verificar como as atividades estão sendo desenvolvidas nos municípios. "A gente faz um monitoramento e percebe que as nossas orientações estão sendo repassadas por eles aos alfabetizadores. Hoje é uma oportunidade de termos um retorno do que os coordenadores estão fazendo. A área pedagógica é o foco do programa, pois a metodologia aplicada é o que mantém os alunos em sala de aula, e assim evitamos a evasão", explicou.

 

O evento contou com a presença da coordenadora do Serviço de Educação de Jovens e Adultos (SEJA), Aldjane Moura, que falou sobre a importância dos encontros. "O programa trabalha eixos temáticos em cada formação. Depois daqui os coordenadores irão fazer encontros com os professores em seus municípios para fazer uma atualização com eles, com metodologias, dinâmicas e materiais. O objetivo é que os alfabetizadores desenvolvam essas metodologias com os nossos alunos, para que eles consigam, dentro da realidade deles, ter um aprendizado e que obtenham o certificado para ingressarem nas turmas de Educação de Jovens e Adultos", disse.

 

Capacitação

 

Os coordenadores do programa nos municípios que participaram do encontro destacaram a necessidade de participar da formação continuada. "Através das capacitações a gente adquire os conhecimentos e repassa aos alfabetizadores", disse Eliene Silva, de Nossa Senhora da Glória, onde tem 60 alunos distribuídos em seis turmas.

 

Já Tony Barros Vasconcelos, do município de Brejo Grande, afirmou que "com a capacitação a gente melhorar cada vez mais o nosso trabalho e o dos alfabetizadores com relação às aulas ministradas aos alunos alfabetizandos".

 

A mesma opinião foi compartilhada por Mara Sandra Oliveira Melo, de Pacatuba, onde tem 55 alunos em seis turmas. "A formação é importante para podermos dar continuidade ao que aprendemos aqui e colocar em prática na sala de aula com os nossos alfabetizadores", declarou.

 

Voltar à página anterior