Notícia do Portal

14/11/2017 10:51 (169 acessos)

Aula inaugural do Curso Básico de Libras acontece no Colégio Estadual 11 de Agosto

Por Lívia Lessa

 

 

Os alunos que se inscreveram no Curso Básico de Língua de Sinais participaram nesta segunda-feira, 13, da aula inaugural no Colégio Estadual 11 de Agosto.  O curso é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Educação (Seed), idealizada por intermédio do  Centro de Capacitação de Profissionais de Educação e Atendimento às Pessoas com Surdez (CAS), do Departamento de Educação (DED).

 

O professor Presley Rhodney é surdo e também atua no Colégio Estadual 11 de Agosto. Para ele é de extrema importância oferecer um curso aberto ao público em geral. "Muitas pessoas não têm conhecimento da Libras, é válido participar do curso para facilitar a comunicação com os surdos e também eliminar o preconceito", afirmou. "É necessária essa disseminação do curso de Libras. O CAS conta com diversos projetos que incentiva o aprendizado da Línguas", complementou.

 

A intérprete de Libras, Cinthia Magno Leão, reconhece que uma ação como essa colabora não só para o processo de ensino e aprendizagem, bem como favorece a comunicação com os surdos em todos os setores da sociedade. "Este ano, a procura pelo curso foi maior que nas edições anteriores. Tanto os professores da rede estadual de ensino, como o público em geral demonstraram o interesse", disse.

 

O estudante de letras português - espanhol, da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Wagner Guimarães, elogia a iniciativa da Seed em oferecer o curso. "Em todas os cursos de licenciatura é obrigatório o ensino da segunda língua mais falada no Brasil - Libras - mas o conteúdo é transmitido de maneira superficial. Nesta formação, as temáticas são abordadas de maneira mais dinâmica e a metodologia de ensino favorece a absorção do conteúdo", declara.

 

A graduada em Letras/ Português - Espanhol, pela UFS, Terezinha Mendes, informou que quando viu o anúncio do curso já se interessou. "Os professores são ótimos, estou gostando do conteúdo programático e da metodologia utilizada", disse.

 

A coordenadora do CAS, Tálita Cavalcanti, informou que desde da fundação do centro em 2006 ao total já foram oferecidos 2718 cursos. "Com as formações os docentes irão oferecer um serviço de melhor qualidade aos alunos surdos. Os cursos de Libras acontecem também nas Diretorias Regionais de Educação (DREs) com os mesmos material", informou.

 

Foram ofertadas 30 vagas para preenchimento imediato e mais 20 para cadastro de reserva.  Os módulos I e II têm carga horária de 60 horas, e ao final, os alunos serão avaliados nos requisitos: compreensão, fluência e conhecimentos teóricos.

Voltar à página anterior